12/03/2018

I Encontro Presencial 2018 com Estagiários de Nível Superior Aehda


Manifesto em favor da Aehda coleta centenas de assinaturas

Empresários, delegados, lojas maçônicas, conselhos sociais, vereadores, educadores, familiares e usuários da entidade estão entre os grupos que assinaram o manifesto

A assinatura da Manifestação foi realizada no sistema MDS
com dados individuais e intransferíveis. Mais de 450 munícipes
depuseram espontaneamente
De 14 a 28 de fevereiro de 2018, o Ministério de Desenvolvimento Social – MDS abriu em seu site um procedimento de “Manifestação Pública da Sociedade Civil” sobre o Processo de Renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social da AEHDA - CEBAS. Essa etapa permite que diversos setores que atestam o valor da entidade, possam opinar e registrar suas informações sobre o alcance e importância do trabalho social realizado.

O CEBAS e a certificação concedida às entidades que atuam nas áreas da assistência social, saúde ou educação, possibilitando usufruir da isenção de contribuições para a seguridade social e a celebração de parcerias com o poder público, desde que atendam aos requisitos dispostos na Lei nº 12.101/2009. Renovado a cada três anos, houve indeferimento no ano passado e a Aehda encontra-se em etapas de recursos para uma reconsideração.

Em 2014, o MDS também indeferiu a renovação para depois rever as informações prestadas pela entidade e, posteriormente, aprovar a Certificação.  Portanto, a Aehda está confiante que as lentes técnicas do órgão do Governo, assim como no passado, possam enxergar melhor o alcance social dos serviços sociais prestados ao município de Araras, que já permitiram beneficiar mais de 24 mil jovens desde 1966.

Para isso, considera e agradece como fundamentais os depoimentos manifestados pelos setores organizados da Sociedade Civil, que somaram centenas de manifestações oficiais.As próximas etapas dependem de uma nova análise pelo MDS e a Aehda aguarda, com transparência e tranquilidade, o parecer final do processo.


Câmara vota Moção de Apoio por unanimidade






09/03/2018

FHO inaugura prédios ''Edson Antonio Grigoleto'' e ''Fernando Fernandes Alvares Leite''

Nome dos prédios é uma homenagem aos Conselheiros da Fundação Hermínio Ometto.

Fernando Leite, também Presidente da Aehda, descerra a
placa que dá nome ao  prédio ao lado de dois dos seus netos
A manhã de sábado (24) foi de celebração na FHO | Fundação Hermínio Ometto. A Instituição nomeou dois prédios, finalizados no último ano, em homenagem aos Conselheiros da Fundação, os engenheiros Edson Antonio Grigoleto e Fernando Fernandes Alvares Leite.

Projetadas pelos arquitetos Francisco Borges e Jayme Cheque, as obras são parte do projeto de investimentos da Instituição, a fim de ampliar e adequar suas instalações, proporcionando aos alunos as melhores condições de aprendizado e conforto.

Segundo o Reitor da Instituição, Prof. Dr. José Antonio Mendes, ser Conselheiro da Fundação Hermínio Ometto é ser movido por algo especial. "É abraçar a causa dos fundadores e de todos que com eles sonharam o mesmo sonho. É poder emprestar, de forma voluntária, o seu bem mais precioso, o tempo, a uma causa nobre: a educação. Edson e Fernando, cada qual do seu jeito, compartilharam conosco o seu melhor ao longo destes anos", contou Dr. Mendes, que também relembrou que a escolha dos nomes foi sugerida, com muita alegria, por D. Duse Rüegger Ometto, em uma de suas últimas ações como Presidente da Fundação Hermínio Ometto. "Certamente, como ela fez nos últimos trinta anos, estaria presente agora, aqui na frente, radiante, satisfeita e orgulhosa. Ela está presente em nossa memória e em nosso coração."