15/05/2013

Unicef aponta descompasso entre ensino e realidade de adolescentes no Brasil


A coordenadora do Programa de Educação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Maria de Salete Silva, avalia que há, no país, um descompasso entre o que é ensinado nas escolas e a realidade dos adolescentes. De acordo com ela, há uma “desvinculação da escola com o projeto de vida do estudante”. “Não se trata propriamente de desinteresse, mas a vida coloca questões que não estão envolvidas com a escola”. Segundo Salete, para enfrentar esse desafio, as instituições de ensino devem trabalhar para a “construção da história de vida” e não apenas mandar estudantes para a universidade ou o mercado de trabalho. Divulgada no 14º Fórum de Dirigentes Municipais de Educação da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), a publicação Fora da Escola Não Pode! – O Desafio da Exclusão Escolar indica que, entre os adolescentes que abandonam os estudos, a fase mais crítica ocorre a partir dos 15 anos de idade. O Censo 2010 mostra que o percentual de jovens de 18 a 24 anos que não concluíram o ensino médio e que não estudavam chegava a 36,5%. Mais da metade (52,9%) abandonaram os estudos sem completar o ensino fundamental.

Fonte:  Instituto Filantropia
Escrito por Thais Mendes Iannarelli
www.agenciabrasil.gov.br

09/05/2013

Sai edital do Enem 2013


Brasília – O edital de abertura do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que prevê maior rigor na correção das redações está publicado na edição de hoje (9/5) do Diário Oficial da União. As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (13) e vão até o dia 27 de maio. A aplicação das provas acontece nos dias 26 e 27 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal. O valor da inscrição é R$ 35.

Uma das mudanças trazidas pelo edital do Enem é que a isenção de inscrição será concedida a estudantes com renda mensal per capta de até 1,5 salário mínimo. Antes, a isenção era concedida apenas aos alunos com renda de até um salário mínimo per capta. O edital determina que é preciso prestar informações exatas sobre a situação de carência socioeconômica e que o Instituto Nacional Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) poderá analisar a solicitação de isenção e exigir documentos comprobatórios.

A exemplo de edições anteriores, ficam isentos da taxa os estudantes que concluírem o ensino médio em escolas públicas no ano de 2013. Para fazer a inscrição o estudante deve ter em mãos o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o número do documento de identidade.

O exame tem uma redação e quatro provas objetivas, contendo cada uma 45 questões de múltipla escolha. No primeiro dia, os inscritos farão provas de ciências humanas e ciências da natureza, com duração de quatro horas e 30 minutos. No segundo dia, as provas aplicadas serão de linguagens e códigos, matemática e redação com duração de cinco horas e 30 minutos.

O participante que precisa de atendimento diferenciado ou específico deverá informar a necessidade no ato da inscrição. O atendimento diferenciado é prestado a pessoas com baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo ou outra necessidade especial. O atendimento específico é oferecido a gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e aos sabatistas que, por motivo religioso, não realizam atividades aos sábados, no período diurno.

Haverá ainda edital específico para os adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas que incluam privação de liberdade.

Nesta edição do Enem haverá mudanças na correção das redações. Os textos com inserções indevidas serão zerados. Outra mudança prevê que serão aceitos apenas desvios gramaticais excepcionais e que não caracterizem reincidência. Antes, eram permitidos "escassos" desvios.

Outra mudança expressa no edital prevê que, quando houver uma discrepância de mais de 100 pontos entre as notas dos dois primeiros corretores da redação, o texto passará por um terceiro corretor. No ano passado, a discrepância tinha que ser de mais de 200 pontos para que fosse encaminhada a um terceiro avaliação.

A inscrição será realizada exclusivamente via Internet, a partir das 10h do dia 13 de maio, no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricaoE-nem.

Yara Aquino - Agência Brasil / Edição: Denise Griesinger

06/05/2013

Coordenadora Aehda faz palestra no ProJovem


Na última quinta-feira, (2/5), Adriana F. Pellegrino, Coordenadora de Oficinas de Desenvolvimento Humano da Aehda, desenvolveu uma palestra especial sobre "Marketing Pessoal" para mais de 50 jovens frequentadores do ProJovem.

O tema foi desenvolvido com base em técnicas de "Etiqueta Profissional, Autoimagem e Conceitos de Apresentação Pessoal", visando conscientizar os participantes sobre a importância da postura para entrevistas de empregos, o comportamento esperado pelas organizações no dia-a-dia e os cuidados com o autodesenvolvimento, pois a maioria havia atuado apenas em funções informais.

Os coordenadores do projeto ProJovem aproveitaram as comemorações típicas do Dia do Trabalho,realizando uma série de palestras e treinamentos motivacionais, denominada I Jornada de Conhecimento Profissional do ProJovem Urbano.

O ProJovem é um projeto do governo federal administrado pelo município, que abrange jovens de 18 a 29 anos que não concluíram o ensino fundamental. O  curso tem a duração de 18 meses, no qual recebem, além do certificado da conclusão do ensino fundamental,um certificado de qualificação profissional (Telemática e Administração). Em Araras, o programa é realizado na Emef "Antonia Marques Dahmen" e Emef "Prof. Francisco Salles Nogueira".

Para Adriana, transferir conhecimentos utilizados nos jovens da Aehda para a ProJovem foi bastante estimulante  "Tive contato com a Equipe, trocamos ideias, e me chamou a atenção a organização do evento. A participação dos alunos foi fantástica. Eles interagiram com o tema da palestra o tempo todo.", explica.