16/12/2013

UNESC promove palestra de motivação para escolas estaduais de Araras

Iniciativa faz parte do Programa Ensino Médio Inovador

Na próxima quarta-feira (18/12), das 8 às 14h00, no auditório da Aehda, acontece o encontro dos gestores e professores das Escolas Estaduais Profª. Judith Ferrão Legaspe e  Prof. Vicente Ferreira dos Santos, que contará com a presença de integrantes da Diretoria de Ensino - Região de Pirassununga e profissionais da Aehda, para participarem da palestra "Motivando para o Sucesso e Felicidade".
A palestra será ministrada por especialistas da Universidade do Extremo Sul de Santa Catarina - Unesc e a atividade é decorrente do "Programa Ensino Médio Inovador" (saiba mais - link) cujas escolas estaduais de ensino médio da cidade aderiram em 2012, apoiadas pela Aehda. O convênio tem por objetivo fortalecer o desenvolvimento de propostas curriculares inovadoras nas escolas de ensino médio, ampliando o tempo dos estudantes na escola e buscando garantir a formação integral com a inserção de atividades que tornem o currículo mais dinâmico, atendendo também as expectativas dos estudantes do Ensino Médio e às demandas da sociedade contemporânea.

28/11/2013

Aehda inicia processo seletivo para 2014

inscrições vão até 16 de dezembro

A Aehda (Associação de Educação do Homem de Amanhã) inicia o processo seletivo para as oficinas de educação em 2014 na próxima segunda-feira. As atividades são indicadas para jovens e os interessados devem estar cursando a primeira ou segunda série do Ensino Médio em escolas públicas e ter, em média, 15 anos completados até 31 de dezembro. Para participar da inscrição, é preciso tirar uma senha das 8 às 17h00, na sede da entidade, localizada na Av. Renata Crespi Prado, 185, Jardim Belvedere, de 2 a 16 de dezembro de 2013.


15/10/2013

Inscrições para Curso Técnico encerram em 14 de novembro

Pré-inscrição com data prorrogada

Interessados em concorrer às  vagas restantes do Curso Técnico em Administração, numa parceria Aehda e Centro Paula Souza, têm até 14 de novembro para fazer a pré-inscrição. Os candidatos devem procurar pelo Serviço Social da Aehda, à Avenida Renata Crespi Prado, 185, Jardim Belvedere, das 8 às 17h00. 
Sobre o curso noturno

O Técnico em Administração é o profissional que controla a rotina administrativa das empresas.
Colabora nos planejamentos estratégico, tático e operacional. Realiza atividades em recursos humanos e intermedeia mão-de-obra para colocação e para recolocação profissional.
Atua na área de compras; auxilia no setor contábil e assessora a área de Vendas. Intercambia mercadorias e serviços e executa atividades nas áreas fiscal e financeira. 

Mercado de trabalho: áreas da Indústria, Comércio, Prestação de Serviços, em empresas em geral de pequeno e médio portes.

O curso é totalmente gratuito e realizado em parceria com o Centro Paula Souza Alberto Feres, que está entre as melhores instituições técnicas do Estado de São Paulo, nessa categoria. 

Pré-requisitos
  • Estar cursando a 2ª ou 3ª série do Ensino Médio Regular, ou possuir o Ensino Médio Completo.
  • Disponibilidade para estudar no período noturno, de segunda à sexta-feira.
  • Retirar a ficha socioeconômica de pré inscrição na Aehda, até 14/11/2013.





17/09/2013

Aehda abre oportunidade para estagiário de Nível Superior

A Aehda está selecionando um estagiário de Nível Superior da área de Administração, RH, Gestão Financeira ou Ciências Contábeis, que tenha disponibilidade para 24 horas semanais, para atuar em processo de educação de jovens.

A bolsa estágio é de R$ 813,60 mensais e o candidato deve ter disponibilidade também aos sábados de manhã.

Interessados devem enviar currículo para adriana@aehda.org.br, ou telefonar para (19) 3541.7311, horário comercial, até 25/9/2013, quarta-feira.

10/09/2013

Classificação Final do Processo Seletivo da Câmara Legislativa de Araras

Confira Classificação Final do Processo Seletivo da Câmara Legislativa de Araras

A Aehda convocará, a partir de 11/9/2013, quarta-feira, os candidatos finalistas para entrevista na Câmara  Legislativa obedecendo aos critérios de classificação e ao semestre de curso (alunos que estarão na data de admissão no quarto semestre do curso), conforme edital. É importante ressaltar que é  de responsabilidade do candidato a atualização dos telefones e endereços registrados na ficha de inscrição caso tenham ocorrido alterações.

Classificação Final dos Candidatos (10/9/13)
Classificação dos Candidatos (3/9/2013)

Gabarito da Prova
Retificação do Edital
Edital completo



O Processo Seletivo será destinado à formação de cadastro de reserva da Câmara Municipal de Araras para estágio remunerado de estudantes de nível superior  que  surgirem  durante o período de validade do certame, conforme disposto na Lei Municipal nº 4.640/2013.

Poderão participar estudantes que estiverem com matrícula e frequência regular em cursos de educação superior em Jornalismo; Radio e TV;  Publicidade e Propaganda; Administração; Ciências Contábeis; Gestão Financeira e Direito,  vinculados ao ensino público ou privado, nos termos da Lei Federal nº 11.788/2008.

O processo seletivo de estágio será executado e acompanhado pela ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO DO HOMEM DE AMANHÃ - AEHDA em parceria com a Câmara Municipal de Araras.  Os estudantes deverão estar cursando a partir do 4º semestre em agosto de 2013. A carga horária é de 30 horas semanais e a bolsa estágio no valor atual de R$ 779,70 (1.15 do salário mínimo nacional vigente).

Os candidatos deverão apresentar pessoalmente currículo com foto na sede da Aehda – Av. Renata Crespi Prado 185, Bairro Belvedere, entre os dias 19/07 a 16/08 de 2013 no horário das 8h00 as 16h00.

No ato da inscrição gratuita serão fornecidas as informações sobre participação na avaliação e orientações sobre o processo que consistirá em duas etapas:

a) Avaliação objetiva nas áreas de Língua Portuguesa, Conhecimento Gerais e Conhecimentos Específicos da Câmara Municipal de Araras;

b)  Conforme a necessidade das unidades administrativas da Câmara Municipal ocorrerá a convocação do candidato classificado para realizar entrevista perante a Comissão de Seleção de Estagiários da Câmara Municipal para verificação da adequação do candidato às atividades a serem desenvolvidas no estágio.

Será afixada na sede da Aehda a lista de classificação com base nas pontuações obtidas na avaliação, cuja ordem decrescente será utilizada para a convocação da entrevista.

Todos os detalhes do processo deverão ser consultados no Edital (clique aqui) à disposição, na íntegra, nas sedes da Câmara e da Aehda e nas respectivas páginas na internet: www.araras.sp.leg.br e  www.aehda.org.br

02/09/2013

Oportunidade: Aehda contrata Auxiliar Administrativo para Projeto Social

Aehda contrata auxiliar administrativo para atuar em projeto social junto à famílias de baixa renda em municípios do Estado de SP.

Objetivo

  • Apoiar as rotinas administrativas do projeto;
  • Apoiar a realização de eventos em comunidades de baixa renda;
  • Gerar documentos, planilhas e gráficos
  • Efetuar cadastramento de famílias de baixa renda;
  • Efetuar vistorias técnicas nos serviços prestados às famílias de baixa renda.


Perfil:

  • Dinâmico, comunicativo, organizado e socialmente responsável.


Requisitos:

  • Disponibilidade para viagens constantes nas cidades atendidas (Estado de SP);
  • Disponibilidade para pernoitar em outras cidades;
  • Carteira de Habilitação atualizada;
  • Conhecimento avançado de Excel (pré-requisito eliminatório);
  • Bom texto em português; conhecimento em cálculos simples e pesquisas via Web.

Oferecemos:

  • Salário - R$ 1.200,00
  • Contratação em Regime Temporário até abril de 2014
  • Jornada semanal - 44 horas


O projeto custeará integralmente hospedagens a serviço,  uniforme, veículo, smartphone, computador e refeições. Interessados devem enviar Curriculum Vitae até 10/9/13 para mario@aehda.org.br ou entregar pessoalmente na Aehda - Av. Renata Crespi Prado, 185 - Jardim Belvedere, Araras/SP - Fone/Fax: (19) 3541-7311.

08/08/2013

Aehda recebe um laboratório completo da Instituição do Dízimo de Pirassununga


No último sábado (27/7), a Instituição do Dízimo de Pirassununga realizou a doação de 16 microcomputadores completos de última geração e um projetor data show para renovação de um laboratório completo de informática da sede Belvedere da Aehda.

O evento ocorreu no auditório da entidade e contou com a presença de aproximadamente 30 membros da Instituição do Dízimo, além da diretoria , alunos e equipe de colaboradores da Aehda.

A entidade doadora apoia projetos socioeducativos  por meio de sua filosofia de evolução individual e coletiva com verba destinada em sistema de cooperação pelos próprios associados. A atuação de seus membros é baseada no arcabouço de Dr. Celso Charuri que, em resumo, sustenta que  o meio é produto do homem e que, portanto, seres com a percepção ampliada e com seu potencial mental, psíquico e espiritual desenvolvido, poderiam construir um mundo mais digno. Para alcançar aquilo que ele chamou de “integração cósmica”, o homem deve ampliar sua consciência, atingindo um estado que permitirá uma manifestação diferenciada no meio em que atua. Dr. Celso sempre defendeu idéias como Cooperação e Solidariedade que, segundo ele, são a expressão do propósito da construção de um “Mundo Bem Melhor”, e ressaltou que “a Justiça trará a Liberdade e a Paz”.

Na ocasião, representantes da entidade e da Aehda enalteceram a importância da ação concreta, da doação de tempo, conhecimento e recursos materiais para humanizar a sociedade e gerar oportunidades aos menos favorecidos. Ambas as organizações partilham de valores semelhantes no tocante ao bem social.
Dentro de 15 dias, o laboratório deverá estar em pleno funcionamento e será utilizado em três períodos, por no mínimo quatro anos, tempo de vida útil previsto para tais equipamentos. O montante da doação se aproxima de R$ 35 mil e o processo durou de março até agosto, quando a entidade forneceu um dossiê completo sobre seus serviços e teve a visita de vários representantes vistoriando as ações e consistência das mesmas in loco.

Configuração dos equipamentos:

16 microcomputadores com processador Intel Core I3 3220, memória de 4 Gb, Hd de 500 Gb Sata, gravador de Dvd + Cdr + Dvd Rw, teclado, mouse e monitor de 18,5" tipo led e 01 projetor Epson S12.
Monitores de 18,5 polegadas tipo Led de última geração


Presidente da Aehda recebe placa referente à doação


Diretoria de ambas as entidades em momento solene





30/07/2013

Jovens da Aehda promovem recital no Teatro Estadual

Alunos da Aehda, participantes do Projeto Rosa dos Ventos - Caminhos do Futuro, que promove a capacitação técnica e humana e tem como um dos módulos principais a iniciação musical com flauta doce e canto coral pelo método Sopro Novo Yamaha, preparam uma noite musical especial em seu primeiro Recital, que ocorrerá em 7 de agosto de 2013, quarta-feira, a partir das 20h00, no Teatro Estadual de Araras Maestro Francisco Paulo Russo.
Com entrada gratuita, o evento é aberto à sociedade ararense e será composto de repertório popular e erudito, desenvolvido pelos próprios alunos sob a coordenação de Nedina Carvalho Leite, pedagoga e instrutora musical do projeto, além de contar com convidados especiais do programa Sopro Novo Yamaha.
O projeto, iniciado em fevereiro deste ano,  tem convênio de um ano e formará 64 jovens ararenses para o mercado de trabalho. Eles contam com disciplinas técnicas e humanas e de iniciação musical. Após o término do projeto, os alunos continuarão a frequentar outros módulos em 2013 e estarão preparados para estagiar nas empresas da cidade.
Dentre todas as funções objetivas e subjetivas que a musicalização permite, uma das principais é a elevação da autoestima dos educandos, mas também visa atingir as áreas de concentração, senso de equipe, desenvolvimento do raciocínio lógico e da intuição, comportamento e atitudes positivas nas relações interpessoais.
O mantenedor principal é o programa de Voluntários do Banco do Brasil, que contemplou a Aehda em 2013 por meio de seleção pública em suas regionais.

Serviço
Recital do Projeto Rosa dos Ventos: Caminhos do Futuro
 7 de agosto de 2013, quarta-feira, 20h00
Teatro Estadual Maestro Francisco Paulo Russo
Av. Dª Renata, nº 401, Centro, próximo da Rodoviária Municipal, Araras, SP
Realização: AehdaSopro Novo Yamaha e Programa de Voluntários Banco do Brasil
Apoio: Appa Cultural - Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo
Classificação: Livre
Entrada Franca



29/07/2013

Aehda abre 3ª turma em Gestão e Emissão de NF-e


A Aehda (Associação de Educação do Homem de Amanhã) em parceria com a Varitus Brasil, empresa que fornece soluções e serviços de tecnologia da informação que valorizem o negócio, oferece a Oficina em Gestão e Emissão de Nota Fiscal Eletrônica. O objetivo é preparar o participante para média empresa, que tem modo NF-e como obrigatoriedade. O estudo prevê o conhecimento sobre o que é um documento fiscal eletrônico, conceito de assinatura digital e modelo operacional de recebimento de mercadorias.
A nova turma conta com 16 alunos e as aulas começaram ontem (23/7). "Nós iniciamos essa parceria no primeiro semestre do ano passado, quando já formamos duas turmas. Essa parceria deu tão certo que continuamos com ela agora no segundo semestre e hoje (ontem) realizamos aula inaugural", comenta o coordenador das oficinas, Edson Baptista.
As aulas são ministradas pelo sócio-proprietário Adão Lopes e seus colaboradores. Adão comenta a respeito da parceria das empresas e também da importância da realização desse curso para os aprendizes. "Essa parceria começou em 2012, quando a Varitus começou um projeto social. Viemos à Aehda e começamos uma negociação de treinamento sobre documento eletrônico. O objetivo é ensinar os jovens sobre esse produto para que eles tenham uma maior empregabilidade. Em breve nós teremos a nota fiscal eletrônica para todos. Acredito que até 2015 definitamente não teremos mais documentos em papel, por isso é importante que o jovem procure esse tipo de conhecimento".

Texto: Gabriela Grigoletto, Jornal Opinião de Araras

19/07/2013

Aehda seleciona estagiários em Pedagogia

A Aehda está recebendo currículos de estudantes de Pedagogia interessados em estágios escolares nas organizações parceiras da entidade.

Os candidatos terão 30 horas semanais de carga horária e desenvolverão seu estágio nas escolas do município, das 7 às 13h00 ou das 11h30 às 17h30, de segunda à sexta.

O valor da Bolsa Estágio é de R$ 779,70

Os candidatos devem enviar seu Currículo pelo e-mail servicosocial@aehda.org.br, ou entregá-lo diretamente ao Serviço Social da sede administrativa da Aehda, no seguinte endereço: Avenida Renata Crespi Prado, nº 185, Jd. Belvedere, Araras/SP - Fone/Fax: (19) 3541-7311.

12/07/2013

Volta às Aulas

A partir de segunda-feira, 15/7, têm início as atividades das Oficinas de Capacitação da Aehda. Se você a
inda não confirmou o horário de sua Oficina, compareça na entidade para regularizar sua inscrição.

11/07/2013

O Discurso de um Mestre

“Bons alunos se preparam para receber um diploma, alunos fascinantes se preparam para a vida.”

"Quando fiquei sabendo do convite para Formatura, confesso que fiquei surpreso, realmente não esperava, porém fiquei contente em ter sido lembrado.
Após ter sido informado do convite, ao voltar para casa, fiquei pensando o que poderia dizer para vocês. Passaram várias idéias e pensamentos, afinal cheguei à conclusão que o mais importante do que falar algo, é comentar sobre os momentos em que estivemos juntos em sala de aula. Nesta mesma noite fui pesquisar com mais detalhes o significado da palavra paraninfo, após muitas informações encontradas, percebi que todos nós professores já somos paraninfos todos os dias, a final o paraninfo é aquele que aponta caminhos e aconselha nas atitudes que se deve seguir.Mas, neste momento, quero abrir um parêntese e dirigir uma palavra aos pais, afinal eles também tiveram grande importância para que vocês estivessem esta noite aqui.Tem um livro do escritor Augusto Cury que se chama "Pais Brilhantes – Filhos Fascinantes."Tenho certeza que vocês foram pais brilhantes nesta jornada, acompanhando seus filhos a cada dia, incentivando e apoiando, para que não desistissem no meio do caminho. Talvez, quem sabe, alguns filhos quiseram desistir e uma conversa não  mudou toda a história. Parabéns para vocês pais.Pegando o gancho deste livro, quero dirigir mais algumas palavras aos formandos, para refletirmos sobre o assunto. Tem uma frase neste livro que diz: “Bons alunos se preparam para receber um diploma, alunos fascinantes se preparam para a vida.”

Comentários do Professor Edson Carlos Baptista quando foi paraninfo dos alunos da Escola Técnica. Deputado Salim Sedeh - Leme-SP.

05/06/2013

Quando escola, empresa e jovem não se entendem

Extraído de: Portal Porvir,
Patrícia Gomes, 
04/06/2013

No mercado de trabalho, existe uma incômoda conta que não bate. De um lado, os empregadores, cada vez mais exigentes, sofrem com a escassez de profissionais aptos a desempenhar funções específicas. De outro, escolas formam trabalhadores para exercer atividades que não têm boa empregabilidade, o que deixa 75 milhões de jovens desempregados pelo mundo. Para tentar entender o que chamou de “crise da educação para o emprego”, a McKinsey fez um estudo global, o Educação para o Trabalho: Desenhando um Sistema que Funcione, em que entrevistou 4.500 jovens, 2.700 empregadores e 900 instituições de ensino de dezenas de países. Nele, a consultoria traz seis grandes conclusões e aponta a capacitação por meio de Moocs e de jogos como um dos caminhos possíveis para que escolas, empresas e jovens passem a falar a mesma língua.

“Para enfrentar o problema do desemprego juvenil, dois pilares fundamentais são necessários:
 o desenvolvimento de competências e a criação de empregos. Este relatório tem como foco o desenvolvimento de competências, com especial atenção aos mecanismos que conectam educação e trabalho”, afirmam os autores no trabalho. Com essa missão, ao fazer as mesmas perguntas para empregadores, jovens e instituições de ensino, o estudo chegou à primeira grande conclusão: esses três grupos vivem em universos paralelos, uma vez que têm percepções muito diferentes dos mesmos assuntos. Um dos exemplos citados no estudo está o fato de 39% das instituições de ensino dizerem que a evasão dos cursos se devem à dificuldade das aulas, enquanto apenas 9% dos jovens atribuírem a desistência a esse fator.

“Muitos atores trabalham em caminhos paralelos em assuntos comuns e não entendem a necessidade de ver isso como um sistema”, diz Diane Farell, diretora da McKinsey e uma das autoras do estudo, no vídeo de divulgação do trabalho. Assim, as próximas duas conclusões apresentadas dizem respeito às disfunções do sistema que une educação e trabalho, que acabam fazendo com que ele seja ineficiente para todos os envolvidos. Entre os obstáculos que impedem uma aproximação mais efetiva estão o custo dos cursos de capacitação e a falta de acesso, por parte dos alunos, a uma aprendizagem prática.

Apesar do cenário sombrio de desemprego juvenil pelo mundo, o estudo tem também boas notícias. “Nós vimos, sim, casos de sucesso. Observamos um ponto em comum em todas as histórias bem sucedidas [de integração da educação e do trabalho]: quando instituições de ensino decidem fazer parte do mundo dos empregadores e quando os empregadores decidem entrar no mundo das instituições de ensino”, afirma Mona Mourshed, diretora da consultoria e também uma das autoras do estudo. “Nos melhores programas, empregadores e instituições de ensino trabalham com seus alunos mais cedo e mais intensamente”, dizem os autores.

Entre as boas práticas encontradas pelos pesquisadores no mundo, as que se mostraram mais escaláveis eram aquelas que contavam com o auxílio da tecnologia. “Algumas vezes as instituições de ensino enfrentam dificuldades para aumentar a escala de suas operações devido a restrições internas de recursos. Por exemplo, a disponibilidade de educadores talentosos pode ser baixa ou variável (…). Ultrapassar essas barreiras requer uma solução que não só tenha baixo custo, mas também que assegure um nível consistente de qualidade. Tecnologia está começando a oferecer algumas respostas”, diz o estudo, que cita os Moocs (para capacitação) e os jogos “sérios” (para treinamento com simulações) como exemplos de com se pode levar formação a um custo baixo a funcionários.

Confira, a seguir, um infográfico com as principais conclusões do estudo.

crédito / Regiany Silva

15/05/2013

Unicef aponta descompasso entre ensino e realidade de adolescentes no Brasil


A coordenadora do Programa de Educação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Maria de Salete Silva, avalia que há, no país, um descompasso entre o que é ensinado nas escolas e a realidade dos adolescentes. De acordo com ela, há uma “desvinculação da escola com o projeto de vida do estudante”. “Não se trata propriamente de desinteresse, mas a vida coloca questões que não estão envolvidas com a escola”. Segundo Salete, para enfrentar esse desafio, as instituições de ensino devem trabalhar para a “construção da história de vida” e não apenas mandar estudantes para a universidade ou o mercado de trabalho. Divulgada no 14º Fórum de Dirigentes Municipais de Educação da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), a publicação Fora da Escola Não Pode! – O Desafio da Exclusão Escolar indica que, entre os adolescentes que abandonam os estudos, a fase mais crítica ocorre a partir dos 15 anos de idade. O Censo 2010 mostra que o percentual de jovens de 18 a 24 anos que não concluíram o ensino médio e que não estudavam chegava a 36,5%. Mais da metade (52,9%) abandonaram os estudos sem completar o ensino fundamental.

Fonte:  Instituto Filantropia
Escrito por Thais Mendes Iannarelli
www.agenciabrasil.gov.br

09/05/2013

Sai edital do Enem 2013


Brasília – O edital de abertura do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que prevê maior rigor na correção das redações está publicado na edição de hoje (9/5) do Diário Oficial da União. As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (13) e vão até o dia 27 de maio. A aplicação das provas acontece nos dias 26 e 27 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal. O valor da inscrição é R$ 35.

Uma das mudanças trazidas pelo edital do Enem é que a isenção de inscrição será concedida a estudantes com renda mensal per capta de até 1,5 salário mínimo. Antes, a isenção era concedida apenas aos alunos com renda de até um salário mínimo per capta. O edital determina que é preciso prestar informações exatas sobre a situação de carência socioeconômica e que o Instituto Nacional Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) poderá analisar a solicitação de isenção e exigir documentos comprobatórios.

A exemplo de edições anteriores, ficam isentos da taxa os estudantes que concluírem o ensino médio em escolas públicas no ano de 2013. Para fazer a inscrição o estudante deve ter em mãos o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o número do documento de identidade.

O exame tem uma redação e quatro provas objetivas, contendo cada uma 45 questões de múltipla escolha. No primeiro dia, os inscritos farão provas de ciências humanas e ciências da natureza, com duração de quatro horas e 30 minutos. No segundo dia, as provas aplicadas serão de linguagens e códigos, matemática e redação com duração de cinco horas e 30 minutos.

O participante que precisa de atendimento diferenciado ou específico deverá informar a necessidade no ato da inscrição. O atendimento diferenciado é prestado a pessoas com baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo ou outra necessidade especial. O atendimento específico é oferecido a gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e aos sabatistas que, por motivo religioso, não realizam atividades aos sábados, no período diurno.

Haverá ainda edital específico para os adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas que incluam privação de liberdade.

Nesta edição do Enem haverá mudanças na correção das redações. Os textos com inserções indevidas serão zerados. Outra mudança prevê que serão aceitos apenas desvios gramaticais excepcionais e que não caracterizem reincidência. Antes, eram permitidos "escassos" desvios.

Outra mudança expressa no edital prevê que, quando houver uma discrepância de mais de 100 pontos entre as notas dos dois primeiros corretores da redação, o texto passará por um terceiro corretor. No ano passado, a discrepância tinha que ser de mais de 200 pontos para que fosse encaminhada a um terceiro avaliação.

A inscrição será realizada exclusivamente via Internet, a partir das 10h do dia 13 de maio, no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricaoE-nem.

Yara Aquino - Agência Brasil / Edição: Denise Griesinger

06/05/2013

Coordenadora Aehda faz palestra no ProJovem


Na última quinta-feira, (2/5), Adriana F. Pellegrino, Coordenadora de Oficinas de Desenvolvimento Humano da Aehda, desenvolveu uma palestra especial sobre "Marketing Pessoal" para mais de 50 jovens frequentadores do ProJovem.

O tema foi desenvolvido com base em técnicas de "Etiqueta Profissional, Autoimagem e Conceitos de Apresentação Pessoal", visando conscientizar os participantes sobre a importância da postura para entrevistas de empregos, o comportamento esperado pelas organizações no dia-a-dia e os cuidados com o autodesenvolvimento, pois a maioria havia atuado apenas em funções informais.

Os coordenadores do projeto ProJovem aproveitaram as comemorações típicas do Dia do Trabalho,realizando uma série de palestras e treinamentos motivacionais, denominada I Jornada de Conhecimento Profissional do ProJovem Urbano.

O ProJovem é um projeto do governo federal administrado pelo município, que abrange jovens de 18 a 29 anos que não concluíram o ensino fundamental. O  curso tem a duração de 18 meses, no qual recebem, além do certificado da conclusão do ensino fundamental,um certificado de qualificação profissional (Telemática e Administração). Em Araras, o programa é realizado na Emef "Antonia Marques Dahmen" e Emef "Prof. Francisco Salles Nogueira".

Para Adriana, transferir conhecimentos utilizados nos jovens da Aehda para a ProJovem foi bastante estimulante  "Tive contato com a Equipe, trocamos ideias, e me chamou a atenção a organização do evento. A participação dos alunos foi fantástica. Eles interagiram com o tema da palestra o tempo todo.", explica.


30/04/2013

Unicamp lança ferramenta de educação, o Portal e-Unicamp



A Unicamp lançou nesta segunda-feira (29) uma nova ferramenta educacional. Trata-se do Portal e-Unicamp, que já está operando experimentalmente em seu endereço. O novo portal foi criado pelo Grupo Gestor de Tecnologias Educacionais (GGTE), em conjunto com as Pró-Reitorias de Graduação e de Pós-Graduação da instituição. A ideia é estimular o uso de tecnologias na área de educação e incentivar o relacionamento entre docentes, alunos e a comunidade em geral. Com isso, o Portal e-Unicamp se presta ao compartilhamento de novos conhecimentos seja por meio de vídeos, animações, simulações, ilustrações ou seja por meio de aulas de diversas disciplinas, criadas por professores da Universidade.
Paralelamente ao Portal, o usuário pode empregar o ToolDo, um software livre (open source) que permite desenvolver conteúdo multimídia, organizado em aulas, tópicos e páginas. Suas funcionalidades são acessadas via Internet, e o usuário não precisa instalar software específico para isso.
O ToolDo administra as etapas de editoração antes mesmo da publicação. Sua comunidade está no site, onde estão disponíveis fóruns de discussão. A ferramenta pode ser baixada gratuitamente, valendo aí uma ressalva: o GGTE não oferece suporte ao ToolDo. Deste modo, colaborações, dúvidas ou problemas quanto ao seu uso devem ser compartilhados nesta comunidade. Outra coisa: o manual do usuário - requisitos do sistema para instalação e uso da ferramenta - está disponível no menu "downloads" deste site.

29/4/2013 - Da Redação Unicamp

Dia do Trabalho


Instrutor da Aehda ministra oficina na II Semana de Comunicação Visual do Centro Paula Souza

O instrutor de Design Gráfico da Aehda Milton Buzon foi o responsável pela oficina de caricatura voltada aos alunos da Escola Técnica Estadual Deputado Salim Sedeh - Centro Paula Souza, Leme, SP, na II Semana de Comunicação Visual, ocorrida de 22 a 26 de abril deste ano.

Os alunos contaram com técnicas e práticas diversas com profissionais renomados nas áreas de Toy Art, Ilustração Digital, Silk Screen, Stop Mottion, Kirigami, Gravuras, Fotografia em Cianótipo, Pintura Corporal e Fotografia e Caricatura.

Segundo o designer e artista plástico Buzon,  houve total envolvimento dos alunos, com resultados surpreendentes. "A semana foi bastante movimentada e coloca todos em sintonia com as novas práticas, com as tendências e oportunidades no mercado de trabalho",afirma.


Comunicação Visual

O Técnico em Comunicação Visual é o profissional que projeta e executa projetos de comunicação visual de diferentes gêneros e formatos gráficos para peças publicitárias como livros, portais, painéis, folderes, jornais. Desenvolve e emprega elementos criativos e estéticos de comunicação visual gráfica. Cria ilustrações; aplica tipografias; desenvolve elementos de identidade visual; aplica e implementa sinalizações. Analisa, interpreta e propõe a produção da identidade visual de peças. Controla, organiza e armazena materiais físicos e digitais da produção gráfica.

  • Eixo Tecnológico: Produção Cultural e Design;
  • Mercado de trabalho: agências de publicidade, editoras, bureau gráficos; escritórios de design; gráficas.

    Aluno concluindo caricatura
  • Professor Milton ensinando técnicas
Alunos exibem seus trabalhos da Oficina

Aehda atuará em projeto Técnico Social da concessionária Elektro no ciclo 2013

Na semana passada, (24/4), a Aehda obteve a informação oficial de que foi a vencedora na licitação anual que a Elektro S/A, concessionária de energia elétrica, promove visando identificar parceiros para atuar junto a comunidades de baixa renda no seu projeto denominado Energia Comunitária Elektro: Por uma Comunidade Melhor.

O objetivo deste projeto, no ciclo 2013,  é resgatar a cidadania de 42.300 famílias moradoras na áreas de concessão da Elektro,  por meio do programa de eficiência energética da Aneel. A Aehda será responsável pela organização dos eventos comunitários, cursos de geração de renda, melhorias no entorno do projeto e principalmente pelo cadastramento social das unidades consumidoras que têm direito aos benefícios do programa.

Acesse o link e conheça mais sobre a atuação da Aehda neste projeto. (clique aqui)

Energia Comunitária Elektro


O Energia Comunitária Elektro estimula a economia de energia em locais de baixa renda, além de promover melhorias diretas nas comunidades em que atua. O projeto promove reformas em instalações elétricas, substituição de refrigeradores antigos ineficientes por eletrodomésticos novos, doação e substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas, reformas em espaços públicos de educação, esportes, lazer e recreação, instalações de placas de identificação de ruas, cursos básicos de eletricidade residencial, encanador, artesanato, computação, entre outros, visando à capacitação profissional dos moradores.

Cidades nas quais a Aehda atuou junto a Elektro no desenvolvimento
comunitário de famílias de baixa renda desde 2007

Aehda participa do "Girls in ICT Day 2013"


Promovido pela Cisco System, o "Girls in ICT Day" aconteceu em25 de abril de 2013. Trata-se de uma iniciativa da União Internacional de Telecomunicações e seu objetivo é convidar adolescentes para um dia diferente nos escritórios de uma empresa Cisco, para que  possam entender melhor o setor de tecnologia e comunicações, bem como as oportunidades que essa área pode gerar para elas no futuro. No Brasil, participaram os escritórios de São Paulo e Rio de Janeiro, que receberam 40 adolescentes, alunas e ex-alunas do programa Cisco Networking Academy das  academias Cisco: IFRJ, Casa Rio Digital, Nave do Conhecimento, Projeto Jovem Tec, Associação Comunitária Despertar, Aehda e CIEE.
No total, 80 escritórios da Cisco de diferentes países participaram do Girls Day este ano.


Luis Rego, Diretor da Cisco, dá boas vindas aos participantes
Ricardo Santos, gerente da Cisco para Educação vertical,
fala sobre a educação no século XXI.

Aehda apresenta projeto em Superintendência da CEF



Na última sexta, 26/4, a Aehda apresentou suas práticas a um público de especialistas técnicos sociais de várias cidades da região, em encontro promovido pela Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal, em Piracicaba.

Com o auditório repleto de profissionais de ONGs, Prefeituras e Concessionárias de Água e Esgoto, a área da Gerência de Desenvolvimento Urbano e Rural da CEF aproveitou o evento para ressaltar o entendimento dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio, com a qual tem pacto desde 2006.

A Aehda, que também tem contrato com o Pnud/ONU na colaboração das metas dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio, assinado em 2001, foi convidada a apresentar sua história, sua organização e o projeto que mantém em parceria com a CEF desde 2011, conquistada por meio de seleção pública, onde prepara adolescentes para o mercado de trabalho com enfase nas práticas de Design Gráfico. (saiba mais)

Representaram a Aehda os coordenadores Edson Baptista (Qualidade e Cursos Específicos), Luciana Franciozo (Administração) e Mário Joanoni (Projetos e Comunicação).

18/04/2013

Canal do Ensino: 115 vídeo aulas gratuitas de Língua Portuguesa

O Canal do Ensino é um Portal que está no ar desde janeiro de 2012. O portal é focado em compartilhar notícias sobre educação e ensino. Além disso, estão disponíveis no portal, livros de domínio público, cursos gratuitos, vídeo aulas, bolsas de estudo, dicas de concursos, dicas para estudantes  e professores, bem como conteúdo sobre tecnologia educacional, mídias e redes sociais na educação. No link abaixo, uma relação de 115 vídeos sobre Língua Portuguesa, disciplina fundamental para Enem, Vestibular, Concursos Públicos e vagas de empregos, e, base para comunicação, leitura, escrita e entendimento dos códigos e signos do país em que se vive.

http://canaldoensino.com.br/blog/115-video-aulas-gratuitas-de-lingua-portuguesa

17/04/2013

Núcleo Gestor do projeto Rosa dos Ventos avalia resultados

Aconteceu na manhã de 17/4, nas dependências da AEHDA, a primeira Reunião do Núcleo Gestor do Projeto Rosa dos Ventos: Caminhos do Futuro. O encontro acontece várias vezes ao ano e tem como foco o contato entre a entidade proponente, os parceiros e apoiadores institucionais, com intensa troca de informações, análise dos progressos e resultados alcançados e propostas de melhoria e inovação.
Na ocasião, foram apresentados os resultados dos primeiros meses de projeto e quais tipos de problemas sociais o seu escopo pretende resolver, com a metodologia de capacitação e inclusão ao mercado de trabalho.
Ao término da reunião,  o novo gerente geral da agência Araras do Banco do Brasil , Augusto Costa de Oliveira Neto, conheceu as dependências da Aehda. "A entidade está de parabéns pelos projetos que vem realizando e ressalto sua importância como iniciativa para a transformação social", afirmou o representante do Banco do Brasil.

Participaram, da esquerda para direita, Jorge Gonzaga (Gerente Aehda), Iara Granado (Comdicar), Diógenes Pagliari e Augusto Costa (Gerentes do Banco do Brasil), Adilter Zaparolli (Conselheiro Aehda), Benedito Dalla Costa (Núcleo Gestor), Flordemir Bautista (CMAS), Fernando Leite (Presidente Aehda), Marilda Bissoli (Coordenadora Serviço Social Aehda), Edson Baptista (Coordenador Aehda), Arnaldo Bernardes (Conselheiro Aehda), Naiara dos Santos (Serviço Social Aehda) e Nedina Leite (Instrutora de Musicalização Aehda).

Senado torna crime venda de bebida alcoólica para menores de 18 anos


Brasília – A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou hoje (17) projeto de lei que criminaliza a venda, fornecimento (inclusive gratuito), servir ou entregar bebida alcoólica a menores de 18 anos de idade. Apreciada em turno suplementar – segunda votação – a matéria segue para avaliação da Câmara dos Deputados.
A proposta aprovada na comissão, de autoria do senador Humberto Costa (PT-PE), excluiu dispositivo da Lei de Contravenção Penal, datada da década de 40, que pune de forma mais branda a venda de bebida às crianças e adolescentes. O relator Benedito de Lira (PP-AL) destacou que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) "já considera implicitamente" esse comércio como crime, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) tem determinado, com frequência, as punições com base na Lei de Contravenção Penal, que é a legislação em vigor.
"O senador Humberto Costa, no seu projeto de lei, diz que a iniciativa irá resolver controvérsia jurídica acerca de qual procedimento aplicar nos casos de venda de bebida alcoólica a criança ou adolescente: se o ato deve ser tratado como contravenção ou como crime", frisou o relator.
Os senadores estabeleceram que os vendedores ou fornecedores de bebida alcoólica processados e condenados pela Justiça deverão cumprir pena de dois a quatro anos de detenção. O projeto prevê multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil aos estabelecimentos comerciais punidos e estes ficarão interditados até a efetivação do pagamento.


17/04/2013 - 14h36
Marcos Chagas
Repórter da Agência Brasil

12/04/2013

AEHDA vai formar equipe de Voluntários


A Aehda está ampliando seu time de voluntários que atuará em entrevistas junto às famílias dos adolescentes beneficiários da entidade. Os interessados devem inscrever-se pelo telefone 3541.7311 ou pelo e-mail contato@aehda.org.br.
A entidade treina os voluntários e monitora suas atividades por meio de seus técnicos de pedagogia e de serviço social, e os resultados do trabalho apoiam positivamente o desempenho do programa de capacitação e inclusão social, ampliando o entendimento sobre as questões que envolvem a formação do adolescente, seus estímulos de crescimento e de superação, bem como as condições que o impedem de avançar rumo a um futuro mais promissor.
É desejável que os candidatos disponham de pelo menos quatro horas livres por semana, além de possuírem Carteira de Habilitação, para descolocamento com carros da Aehda, até as residências dos participantes da pesquisa.

Voluntários e colaboradores da Aehda em reunião de avaliação de resultados no projeto Família. Laços, novas realidades e conhecimento são apreendidos no exercício saudável do voluntariado.


09/04/2013

Reencontro com a história da Aehda




Na manhã ensolarada de sábado, 6/3, um visitante especial era esperado pelo atual presidente da Aehda Fernando Fernandes Alvares Leite. Tratava-se da vinda de Nivaldo Reges Lapa da Silva, mais conhecido como Capitão Lapa. O que os dois têm em comum? Ambos, presidentes voluntários, idealistas e incansáveis realizadores sociais, separados apenas por uma década na história da entidade. Fernando, um dos responsáveis pela reestruturação e modernização da Aehda na época contemporânea. Nivaldo, um dedicado instrutor e, depois, presidente,  a plantar alicerces logo nos primeiros anos de história da organização, então denominada e constituída como corporação no formato de Guarda Mirim.

O encontro foi uma solicitação do filho mais velho do Capitão Lapa, Wagner Regis, que dispõe de farto material iconográfico sobre fatos da entidade na década de 1970. Queria reavivar a contribuição na memória de seu pai que, hoje, militar da reserva do Exército, com 74 anos, dedica-se exclusivamente à família e aos trabalhos religiosos que participa, buscando também organizar e catalogar as informações que guarda de outras épocas na vida militar e na ação social voluntária. Ao mesmo tempo, a visita seria uma forma de homenagear suas conquistas frente à Guarda Mirim quando sob sua gestão.

Casado com Aida de Almeida Silva, é pai, além de Wagner, nascido na capital, de Wendel e Wolnei, nascidos e criados em Araras, cidade que adotou como definitiva após transferir-se de Santos, SP, no final da década de 1960. De comportamento sóbrio, simples e pouco afeito aos holofotes, o "Capitão Lapa" nos contou um pouco sobre sua passagem pela entidade:

Aehda - Como o Sr. veio a contribuir com os trabalhos da então Guarda Mirim?

Capitão Lapa - Tudo começou quando cheguei em Araras para servir ao Exército como instrutor de Tiro de Guerra, em 1970, e foi paixão à primeira vista. As calçadas das praças da cidade me lembraram as de minha cidade natal, Santos. Contratei uma charrete e resolvi conhecer as belezas da cidade. Gostei do que vi e resolvi adotá-la como minha nova cidade, de onde nunca mais saí. Na ocasião, um conterrâneo de Santos, e um dos fundadores da Aehda, Capitão Odair Monteiro dos Santos, me visitou na sede do Tiro de Guerra e vendo minha habilidade com os jovens atiradores, fez-me um convite para ser instrutor dos menores que frequentavam a então Guarda Mirim. (Nota do entrevistador - à época, os educandos passavam por treinamentos considerados paramilitares, com exercícios físicos, ordem unida, teoria sobre valores cívicos, fanfarra, instruções de hierarquia e outros conteúdos típicos aos treinamentos militares, visando ocupar o tempo do menor de famílias de baixa renda preparando-o para o primeiro emprego e para a vida em sociedade).

Aehda - Quanto tempo o Sr. esteve como voluntário na Guarda Mirim?


Capitão Lapa - Eu estive como instrutor por quase cinco anos, desde 1970, mas na verdade era um administrador geral, tanto que em 1972 fui recomendado para ser presidente da entidade, onde permaneci por dois anos, conforme limite do estatuto à época. O trabalho social que aprendi a desenvolver aqui acabou me fazendo ficar por 13 anos como instrutor no Tiro de Guerra local, uma vez que o tempo máximo de permanência de um militar em cada cidade era de sete anos. Isso me fez somar, na profissão militar, o treinamento de 26 turmas, nas quais passaram por nossos cuidados mais de 2600 soldados.

Aehda - Quais eram os principais desafios em sua época?

Capitão Lapa - Nós tínhamos estrutura bastante modesta e batalhávamos por uma sede maior e por mais recursos públicos para a formação dos jovens sob nossa responsabilidade. Não tínhamos corpo de profissionais e as funções sobrecarregavam os dirigentes voluntários. Fiz várias investidas para obter maior apoio do poder público, que nem sempre se configuraram em realidade. Mas sempre fizemos o máximo que podíamos para formar bem aqueles jovens que o município colocara sob nossa confiança. Posso afirmar que demos nossa contribuição para que a grande maioria deles se tornasse cidadãos de bem, dos quais muitos ascenderam socialmente e se mostram gratos até hoje, décadas depois.

Aehda - Que  memória o Sr. traz desses tempos?

Capitão Lapa - Eu era muito entusiasmado com o que fazíamos. Um interessante trabalho de valor social foi tirar os menores das praças que não iam às escolas e viviam sujos com suas caixas de engraxate e acolhê-los em nosso ambiente, onde passaram a receber instruções, uniformes e equipamentos para exercer a função que tinham para ajudar a família. Para ter direito aos kits padronizados de engraxate que conseguimos em parceria com empresas, prefeitura e aos uniformes que reformávamos das sobras do Exército, esses menores tinham de continuar estudando, de manhã ou de tarde. Os pais acabavam apoiando por entender que essa era a melhor coisa a fazer pelo futuro deles. Também prestávamos um tipo de serviço turístico aos visitantes de outras cidades. Instalado logo na praça principal da cidade, havia um Posto de Informações, com Guardas Mirins bem treinados, comunicativos, que distribuíam panfletos com endereços de consultórios médicos, tecelagens, comércios, farmácias, etc., e indicavam o endereço procurado em um grande mapa da cidade. Nós recebíamos sempre menções honrosas quando participávamos de eventos em outras cidades, pela disciplina, organização e educação que nossas turmas demonstravam. Marcávamos presença nos desfiles públicos com nossa fanfarra, enfim, fazíamos o que era possível para a época.

Aehda - E ao conhecer a entidade hoje, que paralelo o Sr. pode traçar?

Capitão Lapa - Eu nunca imaginei que a Guarda Mirim poderia se tornar algo tão grande. Nosso sonho era adequado ao que podíamos fazer na época. Vejo que a entidade está bem administrada, preparada para fazer diferença a esses jovens que precisam dela. É um orgulho voltar aqui e saber que ela cumpre um papel importante para Araras.

Interrompido pelo alarme do celular, que acionara para estabelecer o limite que poderia permanecer na entidade, como recomenda a boa disciplina militar, se apressa com as últimas palavras, dizendo que voltará em breve, que quer rever o fundador Capitão Odair, conhecer as outras sedes e sente-se agradecido pela oportunidade da visita. Na verdade, a Aehda que se sente honrada com esse reencontro histórico e pela atitude de êxito de seus precursores que lançaram bases firmes para o futuro. 

By Mário Joanoni

Capitão Lapa (Ex-Presidente), Fernando Leite (atual Presidente) e
Marilda Modesto (Assistente Social)

Jovens receberam visita do Ex-Presidente durante Oficina de Desenvolvimento Humano
Na foto, da esquerda para a direita, Fernando, Capitão e Wagner Regis.

08/04/2013

Cisco congratula Aehda por um ano de parceria

A Aehda recebeu, em março deste ano, um certificado de congratulações da Cisco Networking Academy ao completar um ano de parceria, considerando a efetividade e excelência na aplicação dos conceitos disseminados pela multinacional. O foco da parceria é a formação de profissionais habilitados a atuar, num nível básico, com hardware, redes e sistemas, no mercado de Tecnologia de Informação que encontra-se com demanda crescente e baixa oferta de profissionais. Uma vez concluído o conteúdo disponibilizado pela Cisco, no qual os instrutores da Aehda são capacitados, o aluno poderá continuar sua carreira em cursos técnicos ou de nível superior.Saiba mais sobre a parceria. Clique aqui!




Déficit de profissionais de tecnologia se aprofunda no País

Apenas na área de redes e conectividade, número de vagas não preenchidas deve triplicar até 2015

NAYARA FRAGA - O Estado de S.Paulo, 14 de março de 2013.

Giuseppe Marrara alerta para necessidade de profissionais
(foto: Jornal O Estado de São Paulo)
As vagas de emprego para profissionais de tecnologia da informação e comunicação (área conhecida pela sigla TIC) estarão sobrando, em centenas de milhares, daqui a dois anos. Especialmente no campo de redes e conectividade, o número de cadeiras vazias triplicará, segundo estudo da consultoria IDC encomendado pela Cisco. As 39,9 mil posições não preenchidas em 2011 subirão para 117,2 mil em 2015. Isso significa que a demanda por trabalhadores excederá em 32% a oferta.

O resultado da pesquisa reforça um cenário preocupante no País, a um ano da Copa do Mundo e a três da Olimpíada: a falta de mão de obra qualificada no mercado das TICs. O Brasil é o segundo país da América Latina que mais enfrenta dificuldade para contratar profissionais nesse setor, apenas atrás do México, diz Giuseppe Marrara, diretor de relações governamentais da Cisco do Brasil. "Formar gente o suficiente (nas universidades e escolas técnicas) é muito difícil."

Segundo o executivo, apenas para a área de redes, o País tem cerca de 22 mil novos formandos a cada ano, enquanto a demanda é por 40 mil. Essa disparidade acaba provocando as distorções típicas do segmento da tecnologia, em que profissionais em início de carreira recebem salários equivalentes, na teoria, a posições seniores. Há casos em que um gestor de segurança chega a receber mais de R$ 20 mil.

Segurança da informação é uma das áreas mais importantes e difíceis de serem preenchidas. Segundo a empresa PromonLogicalis, integradora de soluções de TICs, a situação piora ainda mais quando se busca profissionais fora do eixo Rio-São Paulo. Uma das saídas que a companhia encontrou para driblar essa carência de trabalhadores capacitados foi investir na educação de profissionais de nível júnior, pagando parte de cursos em universidades. É uma forma de prepará-los para assumir posições mais desafiadoras.

Lucas Pinz, funcionário da PromonLogicalis, entrou na empresa aos 18 anos de idade, com pouco conhecimento do mercado. Hoje, aos 31, é gerente de tecnologia e tem a responsabilidade de desenvolver soluções complexas. "Vejo que os estudantes saem das universidades com pouco conhecimento prático do setor", diz. As razões, para Pinz, estão na grade curricular defasada nas universidades e na falta de diálogo entre as empresas e as universidades.

Educação. A reversão da falta de mão de obra poderá ocorrer, para muitos analistas do mercado, quando houver incentivos para que crianças sejam apresentadas ao mundo da tecnologia ainda nas escolas - e, assim, desenvolvam interesse por alguma das áreas do conhecimento que, por exemplo, podem ser úteis para o campo de rede e conectividade (engenharia elétrica, engenharia de telecomunicações, ciência da computação, entre outras).

O governo brasileiro tem um programa para levar computadores para escolas, incluindo tablets. Mas a familiaridade com esse tipo de equipamento não estimula necessariamente o aprendizado que poderia, no futuro, contribuir para amenizar a escassez de mão de obra em TI. O Brasil ficou em 57.º lugar em matemática entre 65 economias do mundo, de acordo com o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) feito em 2009. Matemática é um conhecimento necessário para o aprendizado da programação de softwares.

28/03/2013

Uma jovem estudante de 53 anos

Evoluir sempre, desistir, jamais!
Desânimo é uma palavra que não cabe no dicionário de Rosângela Maria Antônia de Souza. Sua serenidade, a sabedoria e jovialidade ao lidar com os desafios diários são percebidas logo nos primeiros instantes de conversa, características essas reveladas por sua fala mansa, um sorriso calmo e um discreto brilho de esperança no olhar, qualidades que são confirmadas por seus colegas, amigos e professores.
Hoje, com 53 anos de idade, acumula uma rotina diária invejável, mesmo para os jovens mais ativos, repartindo seu tempo de dona de casa com as funções de estagiária em setor público, esposa, mãe, avó, aluna em três cursos regulares e voluntária social.

25/03/2013

Aehda seleciona universitários de TI para estágio

Estagiário desenvolverá atividades de instrutor e suporte em TI

A Aehda está selecionando estudantes do ensino superior de Informática ou Redes e Sistemas  para estágio remunerado. Os candidatos terão 12 horas semanais de carga horária e desenvolverão seu estágio de segunda à sábado, na própria Instituição.O valor da Bolsa Estágio é de R$ 406,80.
Candidatos que tenham boa didática em sala de aula, comuniquem-se bem e que conheçam as ferramentas Microsoft Office serão destacados no processo seletivo.
Os interessados devem remeter currículos para o e-mail: edson@aehda.org.br ,ou, impresso, na sede da entidade, aos cuidados de Edson Carlos Baptista, Área Pedagógica da Aehda, até 4 de abril de 2013.

Coordenador da Uniararas apresenta Moodle para Aehda

Experiência de Cardoso a serviço da educação eficaz

O professor mestre e coordenador do Curso de Sistemas de Informação Rogério Cardoso, doutorando da equipe docente da Uniararas - FHO,  apresentou para os instrutores da Aehda, na última segunda-feira (25/3), as vantagens de as organizações educativas adotarem o sistema Moodle para gestão de seus conteúdos de formação, aprendizado e interação com alunos.
A plataforma, criada pelo educador e cientista computacional Martin Dougiamas, da Austrália, voltada para programadores e acadêmicos da educação, constitui-se em um sistema de administração de atividades educacionais destinado à criação de comunidades on-line, em ambientes virtuais estimulando a aprendizagem colaborativa. Permite, de maneira simplificada, a um estudante ou a um professor integrar-se, estudando ou lecionando, num curso on-line à sua escolha.