26/10/2011

Aehda sedia prévia para a IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Na última terça, 25/10, a Aehda sediou uma prévia informativa da IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Araras, a ocorrer em 8/11,  no Centro Cultural Leny Oliveira Zurita.  Crianças e adolescentes formam o público-alvo das prévias, que ocorrem em outras entidades, coordenadas pelos  conselheiros do Comdicar.

Organizada por Luciana Francioso, representante Aehda no Comdicar, a prévia de ontem no auditório da entidade recebeu 45 jovens, que assistiram e interagiram com a expositora Raquel de Souza L. Sarmento, Presidente da Comissão da Criança e do Adolescente e Presidente da Subcomissão "OAB vai à Escola". A linha de sua palestra foi desenvolvida com base no conteúdo do Estatuto da Criança e do Adolescente. 


Irmã Manoela P. Nunes, membro da Comissão Organizadora, participou ativamente das prévias: Escola Cabianca, pela manhã (foto) e na Aehda, à tarde.

Dra. Raquel Sarmento despertou atenção dos estagiários da Aehda com sua palestra sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente

Participantes da prévia na Aehda. Agachadas, da direita para esquerda, Luciana Franciozo (Aehda) e Irmã Manoela (membro da Comissão Organizadora)




Aehda seleciona estagiários em Educação Física e Pedagogia


A Aehda, em parceria com a Empresa de  Transporte Coletivo de Araras - TCA, está selecionando estudantes do ensino superior em Educação Física e Pedagogia para estágio remunerado.

Os candidatos terão 20 horas semanais de carga horária e desenvolverão seu estágio de segunda à sexta-feira, junto às crianças trasladadas para as escolas da cidade.

O valor da Bolsa Estágio é de R$ 419,65

Os interessados devem comparecer pessoalmente, munidos de currículo, até 1º de novembro, terça-feira,  no Serviço Social da sede administrativa da Aehda, à Avenida Renata Crespi Prado, nº 185, Jd. Belvedere, Araras/SP - Fone/Fax: (19) 3541.7311, das 8 às 17h00.


foto: web

25/10/2011

Programa de Capacitação para o Trabalho de Araras tem início

Aula Inaugural em 17 de outubro (foto: Secom Araras)
A Aehda iniciou mais uma parceria educacional para o município, no último dia 17/10. Desta vez, é um convênio com a Prefeitura Municipal de Araras, para treinar e apoiar a inclusão de 57 estagiários egressos do extinto programa Cidade Verde, no novo "Programa de Capacitação para o Trabalho - Estágio Social."

Veja abaixo, na íntegra, matéria publicada pela Secretaria de Comunicação de Araras e assista ao vídeo reportagem da TV Opinião de Araras:  clique aqui

Prefeitura apresenta Programa de Estágio Social

Projeto, que é uma reformulação do PCT – Programa de Capacitação ao Trabalho (Cidade Verde), será dividido em três níveis, conforme a escolaridade dos beneficiados

17/10/11 às 18:40

A Prefeitura Municipal de Araras, em parceria com a Aehda (Associação de Educação do Homem de Amanhã de Araras), lançou nesta segunda-feira (17) o Programa Municipal de Estágio Social, que é uma reformulação do PCT – Programa de Capacitação ao Trabalho (Cidade Verde).

O evento contou com a presença do prefeito Dr. Nelson Dimas Brambilla, do secretário Municipal de Ação e Inclusão Social José Olavo Paganotti e do vereador Breno Cortella.
O projeto, instituído pela Lei nº 4.412, de 18 de julho, será aplicado de acordo com o nível de escolaridade dos beneficiados. O Governo de Araras baseou a reformulação na lei que norteia o estágio para estudantes, com ou sem remuneração. É dessa lei que nasceram dois programas distintos, preparados conforme o nível de escolaridades dos bolsistas: o Programa de Incentivo à Alfabetização, que envolve bolsistas cursando o ensino fundamental, e o Programa de Capacitação para o Trabalho com Estágio, com bolsistas que estão cursando o ensino médio.

Dos 542 bolsistas que participam do programa, 347 cursam o ensino fundamental e participam do Programa de Incentivo à Alfabetização, 131 já possuem ensino médio completo e realizam cursos de capacitação na Associação Vida Nova e participam do projeto Pró-emprego; e outros 64 bolsistas que cursam o ensino médio entrarão para o programa de estágio que terá início já na próxima segunda-feira (24).
De acordo com o secretário municipal de Ação e Inclusão Social, José Olavo Paganotti, o projeto permite o estágio somente aos bolsistas que estejam cursando o ensino médio ou a EJA (Educação de Jovens e Adultos).
“O bolsistas beneficiados irão realizar estágio na Prefeitura na área administrativa e, além disso, irão dividir seu tempo em cursos de capacitação ministrados pela Aehda. O estágio compreende quatro horas semanais, somando-se 20 horas semanais de trabalho com remuneração de um salário mínimo (R$ 545,00) mais cesta básica”, afirma Olavo.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Geração de Emprego e Renda, em parceira com a Associação Vida Nova, realizará cursos de capacitação aos 131 bolsistas que terão a oportunidade de participar de cursos diversos desde manicure até culinária e corte e costura.
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geração de Emprego e Renda, Leonardo Dias, o objetivo dos cursos é direcionar esses trabalhadores para o mercado de trabalho.
“Com a Associação Vida Nova, pretendemos capacitar esses bolsistas para áreas carentes de profissionais na cidade. É uma forma de unir a demanda do mercado de trabalho com a necessidade de trabalho dessas pessoas”, disse o secretário.
Presente na apresentação do programa, o prefeito Nelson Dimas Brambilla deu as boas vindas aos novos estagiários que ingressarão em uma nova etapa a partir da próxima semana.
“Diferente do antigo projeto, esse novo programa tem por finalidade dar uma oportunidade de emprego com qualidade aos bolsistas. Além de trabalharem estagiando dentro da prefeitura, vocês terão a capacitação necessária para enfrentar o mercado de trabalho e saírem desse programa com a carteira de trabalho assinada e emprego garantido”, disse o prefeito.

Estágio Social

Os 64 bolsistas do PCT (Programa de Capacitação Para o Trabalho) que estão cursando o ensino médio ingressarão no estágio já na próxima semana. Além de trabalharem na área administrativa da prefeitura, os estagiários participarão de curso de capacitação que será ministrado na Aehda (Associação de Educação do Homem de Amanhã de Araras).
As aulas acontecerão nos períodos da manhã e tarde sempre às segundas-feiras e às quartas-feiras. Serão divididas 4 turmas de aluno que seguirão curso baseado no Plano de Capacitação para Atividade de Estágio, que está prescrito na Lei nº 11.788/2008, que é a Lei do Estágio.
O curso será dividido em duas áreas de desenvolvimento: técnico e humano. O desenvolvimento compreende noções de informática, operação de atividades administrativas, formulação de planilhas e relatórios. Já no desenvolvimento humano os alunos aprenderão noções de comportamento e relações sociais.
Para o gerente de formação e desenvolvimento, Jorge Gonzaga de Oliveira, o curso se adequa à nova realidade da educação que permite maior participação do aluno.
“O sucesso do curso dependerá muito do desempenho dos próprios alunos que terão que participar das aulas, questionando e mostrando interesse. A educação atualmente funciona em mão dupla, com participação efetiva de 50% do professor e 50% do aluno”, afirma Oliveira que atua na Aehda.
A capacitação será dividida em módulos que compreenderão conhecimentos gerais sobre as funções de auxiliar administrativo (atendimento ao público, relacionamento e formulação de planilhas), recepcionista (atendimento telefônico e ao público), auxiliar de almoxarife (controle de estoque) e informática (relatórios, formulários e planejamento e organização de arquivos).
Damiana Maria da Silva, 31 anos, beneficiária do programa, aprovou a iniciativa que dará conhecimento e melhores condições de emprego aos bolsistas.
“Esse programa de estágio é melhor que o antigo Cidade Verde, porque além de segurança, dará também conhecimento, que abrirá portas para novas oportunidade de emprego. Não tive essa chance quando jovem e estou entusiasmada com mais esse desafio”, afirma Maria Cláudia.
No final do evento todos os bolsistas foram chamados para definição do local onde irão estagiar.

Histórico

O PCT – Cidade Verde foi instituído pela Lei nº 3.403, de 27/06/2002, com o objetivo de proporcionar capacitação profissional, ocupação e renda para munícipes de todas as idades, integrantes da parte da população desempregada, residente e domiciliada no município de Araras há mais de três anos.
No início, a permanência no programa era por um período de 12 meses, prorrogável por mais 12 meses; com jornada de 24 horas por semana e um dia em atividades didáticas. Anos depois, em 2007, a jornada foi revista para 16 horas semanais. E, no mesmo ano, optou-se por renovar a participação do bolsista a cada 12 meses, eliminando a exclusão por tempo de projeto.
No entanto, o Ministério Público do Trabalho exigiu, por meio de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), que o PCT fosse extinto, com a contratação de servidores para a Prefeitura apenas por concurso público, uma vez que os bolsistas vinham realizando tarefas que não condiziam com a finalidade do programa.
Como o TAC não foi cumprido, em abril de 2010, a atual administração conquistou um novo prazo: até 30 de março de 2011 para dar um novo rumo ao programa.
Horácio Busolin Júnior/ Secom

24/10/2011

Aehda e Centro Paula Souza abrem 80 vagas para cursos técnicos

A Aehda e o Centro Paula Souza, em parceria com a ETEC Prefeito Alberto Feres, vão oferecer 80 vagas para os cursos técnicos de Informática e Administração para o primeiro semestre de 2012, sendo 40 para cada modalidade.

Os interessados em participar do processo seletivo devem ter o Ensino Médio Completo e efetuar a pré-inscrição na sede da Aehda, de 9 a 18 de novembro de 2011, das 8 às 17h00, segunda à sexta, retirando a ficha socioeconômica. 

O ensino é gratuito e beneficia 240 alunos por ano, desde 2009, início da parceria. As aulas acontecem no período noturno, nas sedes da Aehda, à avenida Renata Crespi Prado, 185, Jardim Belvedere, mesmo local da pré-inscrição.

Mais informações podem ser obtidas com o Serviço Social da entidade pelo telefone 3541-7311.






04/10/2011

Aehda mantém certificado em ISO 9001 após auditoria pela BVC

O Sistema de Qualidade da Aehda, baseado nas normas NBR ISO 9001 v 2008, foi mais uma vez auditado em 29 e 30 de setembro por uma das mais importantes entidades certificadoras, a BVC (Bureau Veritas Certification). O resultado final foi a recomendação para a recertificação, que ocorre de dois em dois anos, após auditorias internas e externas de manutenção.

A Aehda obteve o certificado pela primeira vez em 2005 e é uma das poucas entidades do setor a considerar o desafio de implantação e manutenção da ISO 9001, por reconhecer a sua importância para organização dos processos, metas e métricas internas que refletem diretamente na busca contínua de excelência para os serviços prestados aos clientes que contratam os estagiários treinados pela entidade.

Segundo o presidente da Aehda, Fernando Álvares Leite, "o compromisso com a qualidade contínua com todos os clientes internos e externos da Aehda é um fator importante de motivação para a profissionalização e modernização permanentes nas nossas metodologias, processos e gestão, abrangendo colaboradores, estagiários, familiares, empresas contratantes, fornecedores, enfim, a sociedade que se beneficia com a prestação de nossos serviços". 

As áreas da Aehda e seus processos foram examinados pelo auditor líder Wagner Antonio Facchini Junior, da cidade de Campinas, SP, com mais de dez anos de atuação junto a BVC.

Da esquerda para direita, Jorge e Mauro (gerentes), Sebastião (1º secretário), Fernando (presidente), Wagner (auditor BVC) e Francisco (diretor e consultor Aehda)

Momento em que o auditor Wagner entrega a recomendação para a manutenção do certificado ISO 9001 perante equipe da  entidade. À esquerda do auditor, o coordenador do sistema da qualidade Aehda  Edson Baptista.