12/04/2017

Programa Bolsa Melhores Alunos do Ensino Médio 2016 contempla dez estudantes de Araras

Ellen, uma das dez contempladas, é egressa da Aehda, que
estimula a continuidade e bom rendimento acadêmico
em suas oficinas formativas
No dia 27 de março, a FHO|Uniararas realizou a segunda edição da cerimônia de entrega da Bolsa Melhores Alunos do Ensino Médio, com a presença de dirigentes das escolas públicas de Araras, integrantes da comunidade acadêmica, alunos contemplados e seus familiares.

Representando a Instituição, estiveram presentes o Conselheiro da Fundação Hermínio Ometto, Fernando Fernandes Álvares Leite; o Reitor da Instituição, Prof. Dr. José Antonio Mendes; o Pró-Reitor de Graduação, Prof. Dr. Olavo Raymundo Jr; o Pró-Reitor de Pós-graduação e Pesquisa, Prof. Dr. Marcelo Augusto Marretto Esquisatto; a Coordenadora de Comunidade e Extensão, Profª Ma. Cristina da Cruz Franchini; o Gerente de Marketing, Rafael Povedano; a Secretária Geral, Sra. Nair das Neves e os professores Dr. Ivan Carlin Passos, coordenador do curso de Ciências Contábeis; Dra. Rosana Righeto Dias, coordenadora de Psicologia e Dr. Ismar Rodrigues, coordenador do curso de Farmácia.

Diretores e representantes das dez escolas públicas do município contempladas com as bolsas de estudos e os familiares e colegas dos alunos destacados em 2016, também compareceram para prestigiar o evento e parabenizar os homenageados.

O Programa Bolsas Melhores Alunos do Ensino Médio foi criado em 2013, por sugestão do Pacto de Araras pela Educação, liderado pela Aehda,  com o objetivo de ampliar a Missão da Fundação Hermínio Ometto, de "promover a aprendizagem, a geração e difusão do conhecimento'', oferecendo anualmente às escolas públicas de Araras uma bolsa de estudos integral, para qualquer curso da Instituição, destinada ao melhor aluno (a) do Ensino Médio por mérito acadêmico. A atribuição das bolsas é realizada mediante a indicação do aluno a ser beneficiado pelas escolas participantes e na aprovação do candidato no vestibular da FHO|Uniararas. A iniciativa tem como objetivo incentivar os estudos e despertar nos alunos a realização do sonho do ingresso no Ensino Superior.

Fernando Leite, Conselheiro da FHO|Uniararas e também
Presidente da Aehda fala sobre a importância do Programa
e a necessidade de apoiar a continuidade acadêmica como
meio de ascensão social
Contemplados com a Bolsa Melhores Alunos do Ensino Médio 2016/2017

• Felipe Zanchetim da Silva (E.E. Carlota Fernandes de Souza Rodini) - Educação Física

• Rafael Apolinário da Silva (E.E. Prof. Vicente Ferreira dos Santos) - Engenharia de Computação

• Vitória Gabriele Souza de Oliveira (E.E. Dr. Maximiliano Baruto) - Farmácia

• Carlos Erik Ananias (E.E. Profª Judith Ferrão Legaspe) - Psicologia

• Tainan Pereira dos Santos (Etec. Prefeito Alberto Feres) - Engenharia Civil

• Ellen Neri Santos (E.E. Profª Maria Rosa Nucci Pacífico Homem) - Engenharia Civil

• Marli Assis da Silva (E.E. Ignácio Zurita Júnior) - Ciências Contábeis

• Ingrid Pereira da Silva (E.E. Profª Yolanda Salles Cabianca) - Ciências Contábeis

• Miguel José Vieira Rosado (E.E. Dr. Cesário Coimbra) - Psicologia

• Jacqueline Quinalha (E.E. Francisco Graziano) - Administração

Com informações da FHO/Uniararas

Aehda realizará Encontro com Estagiários de Nível Superior Edição 2017


07/04/2017

Cidadania: Jovens da Aehda visitam Câmara Municipal de Araras

Jovens são recebidos por vereadores se profissionais da Câmara
Cerca de 20 jovens que integram o projeto Designer Jovem, parceria da Aehda com  o Instituto Cooperforte, visitaram, na última, quarta-feira (5/4), a Câmara Municipal de Araras. Os participantes conheceram a estrutura física, aprenderam como é o funcionamento da Casa Legislativa e assistiram à primeira Sessão Ordinária da Câmara Jovem.

Acompanhados da assistente social, Célia Pinto Daniel, da pedagoga Adriana Franciozo Pellegrino, da educadora social e psicóloga Elaine Reis e do educador social e designer Milton Buzon, os jovens passaram por todos os departamentos , conversaram com responsáveis pela comunicação, recursos humanos, almoxarifado e dos gabinetes dos parlamentares, onde puderam acompanhar de perto o trabalho dos assessores e dos vereadores.

27/03/2017

Nosso olhar transformador

Dados recentes sobre o Ensino Médio disponíveis no INEP* demonstram que o rendimento escolar da média de alunos é maior nas escolas privadas do que nas escolas públicas, dadas as questões ambientais das famílias (social, cultural e econômica), bem como pela diferença de recursos tecnológicos educacionais que são oferecidos em maior abundância nas escolas privadas. Esse é um dos fatores que causa o desequilíbrio nas oportunidades, quer no ingresso ao mundo do trabalho, como na continuidade acadêmica.

O Programa Homem do Amanhã da Aehda, desde que foi criado, procura combater essa distorção, preparando seus usuários tanto para o ingresso no mundo do trabalho, como para a continuidade escolar, com apoio das empresas e escolas da cidade, tendo no fortalecimento de vínculos, nas suas oficinas formativas e no Estágio Social, comprovados estímulos de inclusão.

A bolsa estágio social contribui para a criação de uma renda familiar mínima. Em muitos casos, ela passa a representar perto de 70% da renda familiar e o jovem tem de estar matriculado e buscando alto rendimento escolar para concorrer às vagas disponíveis.

De posse do estímulo financeiro decorrente da inserção no mercado de trabalho, o jovem melhora sua proficiência escolar, conquista crescimento pessoal, eleva sua autoestima e participa da sociedade com uma visão equilibrada de cidadão autônomo, portador de direitos e deveres.

Veja comparações:

* O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), cuja missão é promover estudos, pesquisas e avaliações sobre o Sistema Educacional Brasileiro com o objetivo de subsidiar a formulação e implementação de políticas públicas na área educacional a partir de parâmetros de qualidade e equidade, bem como produzir informações claras e confiáveis aos gestores, pesquisadores, educadores e público em geral.

Onoma implanta Sistema Digital para Gestão da Qualidade Aehda

A empresa Onoma Gestão Empresarial concluiu, neste mês, a implantação de seu sistema digital de controle de processos do Sistema da Garantia da Qualidade na Aehda. Desenvolvido pela própria consultoria, o sistema ERP (ERP, é uma sigla em Inglês que significa Enterprise Resource Planning, ou, Planejamento dos Recursos da Empresa) permite arquivamento, interação entre os usuários, inclusão de dados e estatísticas visando apoiar a administração de forma dinâmica e racional.

O ERP Onoma foi desenvolvido com método inovador, partindo de conceitos bem definidos em normas técnicas de gestão de qualidade, aplicada em mais de 150 países no mundo, como a ISO 9001, ISO 14001 e outras. Customizado às necessidades do cliente, o sistema pode auxiliar também em processos comerciais, financeiros, logísticos e administrativos em geral, além do Sistema da Qualidade. Ele gera diversos relatórios e gráficos, é atualizado constantemente e tem baixo custo para implantação.

No caso a Aehda, o sócio proprietário José Adriano Francisco disponibilizou tanto a consultoria como o sistema de forma filantrópica, visando digitalizar e controlar toda a documentação pertinente à sua certificação em ISO 9001, pela Bureau Veritas Certification, desde de 2005. A ação faz parte do convênio de parceria que Aehda e Onoma Gestão Empresarial possuem desde 2014, por meio do projeto Qualidade a Mais, pelo qual muitos jovens da entidade são habilitados no sistema digital e também nos conceitos de gestão da qualidade.

Para saber mais, consulte www.onomagestaodigital.com.br, ou, telefone para (19) 3542.9091

Nova turma de Designer Jovem na Aehda


O Instituto Cooperforte, em mais uma parceira com Aehda, obtida por meio de seleção pública nacional, está investindo neste ano valor de R$ 50.910,00 para formar 20 jovens nas práticas de Designer Gráfico. O projeto, iniciado em fevereiro de 2017,  envolve atividades teóricas e práticas ligadas à área de computação gráfica, editoração eletrônica e fotografia.

Segundo a proposta, o projeto tem como meta inserir os beneficiários no mercado de trabalho e, dentre os resultados esperados estão a complementação da renda familiar, aumento da qualidade de vida, elevação dos níveis de instrução dos jovens e autonomia profissional.
O valor do investimento apoia as atividades dos educadores sociais, assistente social, instrutor especializado, permite acesso aos equipamentos de informática de última geração, com softwares Corel Draw e Photoshop e modernas câmeras digitais. Embora não seja um curso profissionalizante, o usuário da oficina conclui o programa com habilidades básicas para desenvolver serviços e comunicação gráfica em Editoras, Agências de Propaganda, Jornais, Empresas de Eventos, além de áreas de comunicação de diversos setores empresariais.